São Pietro Saúde - Médicos do Grupo São Pietro Saúde e HBO destacam importância do teste do olhinho para prevenção do retinoblastoma

Blog

Médicos do Grupo São Pietro Saúde e HBO destacam importância do teste do olhinho para prevenção do retinoblastoma

Referências em Oftalmologia na região Sul detalham os principais fatores sobre a doença ocular rara descoberta na filha de Tiago Leifert

Uma doença ocular rara que impacta a primeira infância ganhou visibilidade na mídia nacional nas últimas semanas, após o apresentador Tiago Leifert e a jornalista Diana Garbin revelarem o diagnóstico de retinoblastoma em sua filha Lua, de pouco mais de 1 ano de idade. Médicos do Grupo São Pietro Saúde e do Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre (HBO) destacam que a enfermidade impacta, geralmente, crianças de até 3 anos, merecendo uma atenção especial dos pais e profissionais da saúde para detectá-la precocemente em exames de rotina, fazer um tratamento assertivo e evitar maiores complicações à visão da criança.

O retinoblastoma acomete cerca de uma pessoa a cada 20 mil nascimentos. De acordo com o Dr. Fausto Stangler, médico oftalmologista do Hospital Banco de Olhos, a instituição – que é a maior referência nesta área na capital gaúcha – registra em média menos de um caso a cada dois anos. Essa enfermidade pode resultar em perda da visão do olho acometido, perda do globo ocular e, como se trata de um câncer agressivo e com grande capacidade metastática, risco de vida. “É uma doença das células da retina que acontece de forma congênita, em sua maioria de origem genética, que pode ser detectada nos primeiros exames oftalmológicos. Por isso, a importância do teste do olhinho e demais exames de rotina entre os 6 meses e 1 ano de vida”, explica o Dr. Stangler.

As unidades do Grupo São Pietro Saúde também já tiveram diagnósticos dessa patologia, como conta o Dr. Eduardo Mick Härter, médico oftalmologista especialista em cirurgia de catarata e doenças clínicas e cirúrgicas da retina. “É um câncer que tem chance de cura de 95% se diagnosticado ainda na fase intra-ocular, caindo para 40% nos casos de doença avançada extra-ocular”, explica. O profissional destaca que existem diversos tratamentos para esse câncer atualmente, que vão depender da localização do tumor, do estadiamento e da disseminação. “Cada caso tem um plano terapêutico individualizado visando, além da cura, a maior chance de preservação do globo ocular e da visão da criança”, afirma o Dr. Härter.

Existem alguns sinais que os pais devem estar sempre atentos. O estrabismo, quando os olhos não fixam o mesmo ponto ou objeto ao mesmo tempo, é uma condição observada em 40% dos diagnósticos de retinoblastoma. Outro sinal pode aparecer ao tirar fotos com flash e, ao invés de ter um reflexo vermelho nos olhos da criança, a pupila se mostrar com coloração branca ou amarelada. No entanto, o Dr. Fausto Stangler alerta: “quando os pais detectam pode já estar avançada demais, pois é uma doença inicialmente silenciosa e que pode passar despercebida até atingir suas fases mais avançadas”. Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmopediatria, toda criança deve ter um exame oftalmológico com dilatação de pupila entre 6-12 meses, e outro entre 3-5 anos (preferencialmente aos 3 anos).

Juntos, o Grupo São Pietro Saúde e o Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre, estabelecimento recentemente incorporado ao Grupo São Pietro Saúde, contam com toda infraestrutura de equipamentos e profissionais habilitados ao atendimento da primeira infância, incluindo especialistas na área da retina, com competência e expertise no diagnóstico do retinoblastoma. “São associados tratamentos com Crioterapia, Laserterapia, Quimioterapia intra-arterial, intra-ocular ou sistêmica, radioterapia e tratamento cirúrgico com enucleação (retirada do globo ocular), que é reservado aos casos de comprometimento total do globo ocular”, destaca o Dr. Eduardo Härter. Quanto mais cedo acontecer o diagnóstico, maiores as chances de a equipe médica solucionar o caso e diminuir os prejuízos à saúde da criança – para isso, é essencial que os pais façam exames oftalmológicos de rotina a partir dos 6 meses de idade do bebê.

Sobre o Grupo São Pietro Saúde

Há mais de 10 anos prestando serviços diferenciados, o Grupo São Pietro Saúde proporciona aos pacientes a melhor experiência, com atendimento de qualidade, inovação e humanização. É referência no Sul do Brasil em Oftalmologia e Urologia, além de desenvolver um trabalho de excelência na gestão sênior, focada no bem-estar físico e mental da terceira idade. Com matriz e uma estrutura à frente de seu tempo no São Pietro Prime Day Hospital em Porto Alegre, conta com unidades de Uro & Oftalmo Center em Canoas e Taquara, clínicas de oftalmologia em Portão e Esteio, e unidades conveniadas ao SUS na Capital e Região Metropolitana. São Pietro Saúde – Cuidar Transforma. Saiba mais em: www.saopietro.com.br.

Open chat